quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Direitos Humanos

No ano passado fiz parte, com muito orgulho, de uma grande iniciativa de comemoração do Dia Mundial dos Direitos Humanos. Este ano, face a um desafio semelhante,nem pensei duas vezes. Dei voltas à cabeça, li o que tinha escrito no ano passado, e cheguei a uma pergunta, mais do que uma conclusão: o que mudou? Um ano passou e o que mudou? Nada? Tudo? Um pouco?

Neste dia, que é de reflexão, dou por mim a pensar que chega de reflexão. São 60 anos de reflexão! Mas o que fazer? Como fazer? Quem deve fazer? E quando chego a esta questão tudo pára...Quem deve fazer?! Temos o hábito de dizer que são os políticos...quem manda...ou a ONU...quem tem poder...eu respondo de outra forma...SOMOS NÓS!TODOS NÓS!

Quando é que nos é que assumimos de uma vez por todas que somos nós que temos que respeitar os direitos humanos. os nossos direitos! cada vez que passamos à frente numa fila, que cuspimos para o chão, que dizemos mal de alguém ou simplesmente viramos a cara a um sem abrigo estamos a desrespeitar a Declaração que hoje celebramos! Mais do que uma celebração de uma Declaração, de letras organizadas em frases deveríamos estar a celebrar a nossa existência como seres humanos respeitadores de nós e do próximo. Transformar as frases da declaração em actos válidos e do dia-a-dia. Banalizá-los ao ponto de já não precisarmos de os celebrar...incorporarmos esses actos na nossa vida até acharmos que não faz sentido termos uma declaração para factos tão banais. Esse é o desafio, não de uma vida mas de gerações...um desafio que estamos muito longe de alcançar.

Hoje decidi que para mim basta de reflectir sobre este assunto. É altura de agir...se cada fizer a sua parte todos teremos os nossos direitos respeitados e não precisaremos de um dia no calendário para nos lembrarmos disso. A isto se chama consciência social. Para mim isto chama-se ser um SER HUMANO!

Mais uma vez recordo que este blog faz parte de uma iniciativa colectiva. Vão a www.fenixadeternum.blogspot.com para a lista completa de participantes.

2 comentários:

Graza disse...

Amigos e Amigas

Se há uma coisa em que acredito é na pressão da opinião pública. Os governos, embora não pareça, já lhe vão atribuindo alguma importância. Os Movimentos de Cidadãos neste formato, a nível global, são relativamente recentes, mas já vão produzindo o seu efeito, editamos aqui muita bobagem porque isto é também um divertimento, mas somos da mesma forma capazes de fazer desta ferramenta uma arma apontada à indiferença. Cada blog tem os seus níveis de leitura e quantos mais conseguirmos trazer mais exponencial será o resultado final. O Sam que vive aqui em Portugal, conseguiu por o Brasil a liderar esta blogagem colectiva, seria interessante chegar mais longe e que a próxima atingisse todo o universo da Lusofonia, os CPLP, a Francofonia etc., etc. Resumindo, é preciso acreditar, amigos!

Um fraterno abraço a Todos e a Todas.

Nota: Este comentário foi enviado a todos os participantes, pela impossibilidade de fazer um específico a cada um de vocês.

Luma disse...

Acredito que a Declaração dos direitos humanos seja o ideal a que iremos chegar, com a boa vontade de todos e para isto, quem é mais consciente, deve por obrigação, tentar propagar as idéias e aplicação deste ideal fraterno. Beijus